O que a comida oriental nos ensina sobre saúde

21 de janeiro de 2020

Quando falamos em comida oriental, antes de tudo é preciso lembrar que o termo é muito abrangente, porque o lado de lá do meridiano inclui países e regiões distintas, com ingredientes e sabores milenares próprios. No entanto, se tentarmos classificar essa alimentação, podemos encontrar alguns pontos em comum que a tornam especialmente saudável.

Isso não quer dizer que nosso feijão com arroz, nossas saladinhas e outros pratos brasileiros não tenham componentes nutritivos de alta qualidade. Muito pelo contrário. O que é interessante é somar e ampliar a cultura alimentar, conhecendo principalmente os aspectos que fazem bem para nossa saúde.

 

Legumes frescos em todas refeições

Legumes frescos na comida oriental 60 mais

Os legumes variados e frescos são uma excelente fonte de fibras e nutrientes saudáveis. Os orientais costumam incluir verduras, brotos, ervas, raízes e folhas em quase todas as refeições.

Mesmo quando os legumes são servidos em quantidades pequenas isso faz diferença, porque eles estão sempre na mesa, fazendo parte da vida cotidiana.

Nas culinárias chinesa e japonesa, por exemplo, é fácil encontrar alguns legumes como pratos principais. Simplesmente porque os sabores podem ser enaltecidos pela forma de preparo e pelos temperos.

Claro que você não precisa consumir os legumes da cozinha oriental para ser mais saudável – temos excelentes opções no Brasil -, mas se quiser dar um toque de variedade no cardápio inspirado na comida oriental, temos algumas sugestões de vegetais usados tradicionalmente na cozinha japonesa e que você pode encontrar por aqui:

Vegetais comida oriental 60 mais

  • Broto de bambu: é usado em conservas e refogados. Vai bem com carne de porco.
  • Mioga: é uma flor usada em conservas, em refogados e no tempurá.
  • Couve mizuna: tem sabor mais suave que o da couve-manteiga. Servido cru, como salada.
  • Nirá: pode ser refogado ou usado como tempero.
  • Nabo: pode ser consumido cru ou cozido
  • Shisso: é uma erva aromática utilizada em saladas, pratos quentes e até em sorvetes.
  • Acelga chinesa: verdura com sabor suave, vai à mesa in natura ou refogada.
  • Broto de nabo: é amargo e picante, pode ser usado em saladas ou na finalização de pratos
  • Gengibre: pode ser usado em chás e em diversas receitas, ajudando a melhorar a imunidade.

 

Temperos que fazem bem

Temperos orientais 60 mais

Na comida oriental, o sal não é obrigatório para dar sabor aos alimentos, como acontece na culinária brasileira, por exemplo. No entanto, na cozinha asiática as pimentas e especiarias estão sempre presentes, inclusive em forma de curries.

As pimentas possuem diversas propriedades, desde melhorar a digestão até facilitar a circulação, enquanto o sal deve ser usado com cautela, já que o rim tem uma capacidade limitada para filtrá-lo e eliminá-lo, causando diversos problemas para o organismo.

As pimentas vermelhas, por exemplo, também ajudam a reduzir a fome, aumentar o gasto de energia e a queimar calorias.

O uso da cúrcuma e do açafrão da terra também são comuns no Oriente para dar sabor aos alimentos e, de quebra, promover a saúde, já que possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

 

Consumo frequente de peixe

Peixe na comida oriental 60 mais

Os orientais são famosos pelo hábito de consumir peixes, um alimento com inúmeras propriedades que ajudam no bom funcionamento do corpo e do cérebro.

Os peixes são uma excelente fonte de proteínas, ômega 3, vitamina D, cálcio, ferro e vitamina B12. São conhecidos por ajudarem na prevenção de doenças cardiovasculares, na prevenção do Alzheimer, problemas circulatórios, entre outros benefícios.

Além de deliciosos, os peixes são fáceis de preparar: podem ser grelhados, assados ou cozidos no vapor. Consumir de duas a três vezes por semana já é considerado suficiente.

No entanto, é importante tomar alguns cuidados na compra e na conservação do peixe. É preciso escolher um estabelecimento limpo, verificar se os atendentes têm cuidados com a higiene e, principalmente, observar se os peixes estão mantidos na temperatura correta. Os pescados frescos e resfriados devem ficar entre -2°C e 2°C. Quando estão congelados e embalados, deve-se observar o que informa o fabricante.

 

Comendo e aprendendo

Benefícios da comida oriental 60 mais

Podemos aprender muito com diferentes culturas e sua alimentação. São aprendizados que, num mundo conectado, podem facilmente ser aplicados ao nosso cotidiano. Nesse sentido, não precisamos seguir as receitas de outros locais, mas podemos adaptar os ingredientes ao nosso paladar, porque, além de saudável, a comida pode e deve ser saborosa. Concorda?

MANIFESTO 60+

A VIDA NÃO TEM HORA, PURA VERDADE,
TEM SÓ VONTADE DE ACONTECER,
SESSENTA MAIS, CELEBRE A IDADE
E A VONTADE DENTRO DE VOCÊ.

QUEM ACREDITA NA LONGEVIDADE,
NÃO VÊ NA VIDA LIMITAÇÃO,
VIVE A TAL DA FELICIDADE
E A CAPACIDADE DE REINVENÇÃO

NÃO SE TRATA DA DATA DE NASCIMENTO,
E NEM DAS MARCAS NA SUA MÃO.
O QUE IMPORTA AQUI É O SEU PENSAMENTO.

É SOBRE VOAR COM PÉS NO CHÃO,
SEM LIGAR PARA OS CAPRICHOS DO TEMPO.
É SOBRE SER LEVE, SER INSPIRAÇÃO.

VIVER BEM NÃO SE TRATA DA IDADE QUE TEMOS, MAS DO QUANTO SOMOS APAIXONADOS PELA VIDA.

Foi com esse pensamento que criamos o 60+, um portal que celebra a vida e traz curiosidades, dicas e novas possibilidades para ajudar você a se reinventar para viver a longevidade em toda a sua plenitude. Um novo olhar para mostrar que nossos limites, muitas vezes, não são impostos pela idade, mas pelos nossos próprios pensamentos. Queremos que este portal seja um cantinho aconchegante para se inspirar, compartilhar ideias e ficar por dentro de todas as incríveis possibilidades que a vida pode oferecer nesse momento.

POR QUE EXISTIMOS.

Nossa missão é apresentar aos 60+ um novo olhar sobre a vida, por meio de curiosidades, dicas de eventos, viagens, saúde e outras informações. Queremos incentivar você a se reinventar por meio de novas experiências para desfrutar uma longevidade feliz, explorando muito mais as possibilidades que os limites.

ONDE QUEREMOS CHEGAR?

Queremos ser a principal referência de conteúdo para os 60+, nos tornando responsáveis por uma mudança de comportamento positiva, que traga muito mais qualidade para a sua longevidade.

QUAIS SÃO OS NOSSOS VALORES?

Respeito, amor, compreensão, colaboração, honestidade. Acreditamos que valores não têm idade. Em tudo que fazemos, procuramos seguir a seguinte filosofia: nos tornamos aquilo que acreditamos, somos frutos de nossas ações e é a vontade de viver que temos em nossos corações que realmente importa.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE | © 2020 – 60MAIS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.